Friday, 1 Jul 2022

DEIXE ME VER: CRISTIRINHAS, ARTE E QUESTÕES SOCIAIS

Graduanda em Design Gráfico pela UFMG, Aline Cristine é a quadrinista e ilustradora por trás do projeto Cristirinhas.

Cristirinhas é um projeto, criado em 2018, de tirinhas autobiográficas que se destacam pelo humor, situações rotineiras e sotaque mineiro bem marcado. Suas tirinhas focam em um público feminino e geek, abordando também questões políticas e LGBTQI+. Publicadas diariamente no Instagram, as tirinhas do projeto levaram Aline a participar de feiras independentes da cidade, expor em locais públicos de BH, participar de eventos como o Comic Con Experience (CCXP) e lançar seu primeiro livro de tirinhas, o “C de Chata” (2019) e o HQ “Canonicamente sem Nariz” no Tapas.

ARTE E CIDADANIA

Aline fez parte do projeto Valores de Minas e acredita que essa vivência foi fundamental para seu entendimento sobre a relação entre arte e as causas sociais.

“O Valores de Minas é um programa do Servas e do Governo de Minas que oferece a jovens das escolas estaduais oficinas de arte com o objetivo de possibilitar aos estudantes formação cidadã e crescimento pessoal.” Fonte: Valores de Minas

No projeto eram oferecidas oficinas de teatro, circo, música, dança, artes plásticas, além de aulas de história da arte, literatura, ética e cidadania. Os estudantes de 14 a 24 anos tinham a oportunidade de aprender e participar da cena cultural da cidade.

Atualmente, por falta de apoio governamental, o Valores de Minas não está mais ativo. Em 2019, profissionais envolvidos no projeto fizeram uma movimentação virtual, #ValoresResiste, mas em nota, segundo o G1, a Secretaria Estadual de Educação informou apenas que pretendia reestruturar o programa.

Aline Cristine, o Cristirinhas e muitos outros artistas da cidade são fruto de projetos como o Valores de Minas que aproximam os jovens da arte, estimulam o diálogo, a construção do sujeito enquanto cidadão, o desenvolvimento de um pensamento crítico, dentre muitos outros pontos importantes para o crescimento pessoal e coletivo da nossa sociedade.

Com apresentação de Gabriel Galvão, Aline foi a entrevistada da semana do Deixe me ver, podcast que convida jovens para expor seus projetos por meio de uma perspectiva social. Ouça o #IDCast com a Aline e saiba mais sobre a artista e sua trajetória:

VISIBILIDADE LÉSBICA

Em agosto, Aline lançou em parceira com a ilustradora e quadrinista The Joco (@thejocoart) um vídeo contando a história do Dia Nacional da Visibilidade Lésbica, celebrado em 19 de agosto.

Assista!

O objetivo era mostrar a raiz do movimento lésbico e divulgar artistas e militantes da área. Por acreditar que seja uma movimentação “nós por nós”, Aline fala sobre a importância de se unirem e falarem sobre a história do surgimento do movimento no Brasil e demais temas da vivência de mulheres lésbicas.

CRISTIRINHAS INDICA

Apesar de estar sempre conectadas às causas sociais, Aline entende que não é a melhor pessoa para falar sobre questões que não são de sua vivência. Pensando nisso, preza por expandir a discussão sobre essas pautas indicando outros artistas. E foi nessa intenção que nos indicou o trabalho da Ana Paloma, quadrinista nordestina que hoje vive em São Paulo e pauta em seus trabalhos política e negritude. Conheçam mais em: @apalomart

PARCERIA COM O INSTITUTO DOM QUIXOTE

O Instituto Dom Quixote é uma produtora de impacto social! Eles planejam e executam projetos sociais junto de pessoas e empresas que querem ajudar, mas não sabem como.

Clique aqui e veja outros episódios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.