Tuesday, 28 Sep 2021

TEREZA DE TERESINA: FI BARRETO LANÇA O LEAD-SINGLE DE SEU NOVO ÁLBUM NESTA QUARTA, COM REFERÊNCIAS NORTISTAS E NORDESTINAS

CAPA fi barreto

Lançado à meia-noite desta quarta-feira, o single Tereza de Teresina, de Fi Barreto, é um romance com inspirações da cultura do norte e nordeste do Brasil. O single é o primeiro de seu álbum, intitulado São Francisco. A história da canção permeia em um personagem que tece elogios à uma mulher, com referências um pouco diferentes do costume, pois traz expressões das regiões citadas. A música “é como se fosse o suprassumo do que o personagem acha de bonito, falando de uma mulher”, explica o artista.

Logo no início, Fi canta “Um cordel de mulher, expressão do que é belo. Ela onça pintada, eu cachorro caramelo”, em que Fi Barreto referencia Alceu Valença, cantor pernambucano. Delta do Parnaíba (local paradisíaco), Cajuína (bebida do Piauí), Graviola (fruta típico do norte) e Pitomba (fruto típico do nordeste), são algumas das outras expressões regionais usadas para descrever a beleza. A intenção do artista é justamente despertar a curiosidade do público, fazer com que pesquisem e, consequentemente, apaixonem-se pela região.

Essas referências são uma assinatura forte das músicas de Fi Barreto, que gosta de ressaltar a cultura norte e nordestina por meio de seu trabalho. “Eu acho que a gente, como músicos mineiros, várias vezes quer buscar o eixo Rio-São Paulo, que eu também adoro. Mas queria fazer um pouco nesse álbum, o trajeto que o rio (São Francisco) faz. O rio nasce em Minas e deságua em Sergipe. Então, é meio que um caminho daqui para o nordeste”, conta o cantor mineiro. “Queria trazer todo esse Brasil para o trabalho”, completa.

E apesar das raízes em Minas Gerais, essa ligação com o nordeste não é à toa, pois sua família veio do estado de Sergipe. Felipe também falou sobre a importância que sua herança cultural, mais especificamente seu bisavô, tem em seus trabalhos: “Meu bisavô foi um grande escritor nordestino, eu tenho todos os livros dele aqui em casa e esses livros são como guia aqui em casa para meu trabalho”.

Sobre a produção, a intenção do artista foi pegar batidas e misturar com elementos regionais: “Fizemos essa mistura do beat com o acordeon (sanfona), triângulo… Tentamos trazer um ar regional para o novo. É uma mistura desses dois Brasil de mãos dadas”, ressalta Barreto. Confira o trabalho completo:

SOBRE O SÃO FRANCISCO

O nome do álbum vem das experiências, sentimentos e referências que o cantor tem em relação aos lugares que, predominantemente, percorrem o caminho do São Francisco. A faixa-tema, por exemplo, é uma readaptação de um conto de seu bisavô. Mas não pense que o álbum vai ser só sobre temas regionais, podemos esperar mais romances e estéticas de outros lugares. “Todas as músicas têm temas diferentes, mas elas conseguem conversas com o rio”, ressalta Fi Barreto.

As músicas serão lançadas uma de cada vez, estratégia que Felipe planejou para que todas sejam contempladas no seu tempo, individualmente. Então, continuem acompanhando a Galaxy e o Fi Barreto (@fi.barreto) para saberem das datas dos lançamentos.

CAPA DO SINGLE (E DO ÁLBUM)

Capa do single/álbum São Francisco
Capa do single/álbum São Francisco

A capa faz referência ao rio São Francisco e foi criada em parceria de Celina Barbi, diretora de cinema e grande parceira de Felipe. Como a faixa-tema tem o mesmo nome do álbum e conta a história de um pescador, readaptação de um dos contos de seu bisavô, a intenção foi retratar essa estética para a capa. “Você vê a capa e consegue se transportar um pouco para o lugar”, como diz Felipe.

SOBRE SUA CARREIRA

Felipe Barroso começou a cantar bem novinho, com 15 anos, sendo integrante de uma banda formada por alunos do colégio Santa Dorotéia, chamada “Vai Sambaska”. Mas seu primeiro show foi com 16, em um bar chamado “Então”, no bairro Santo Antônio, em BH. Devido ao sucesso da banda, eles começaram a tocar em eventos locais e em cidades de interior, tendo uma média de 2 shows por final de semana. Mas em meados do final de 2018, começou a trabalhar em projetos pessoais, paralelos ao da banda, e decidiu projetá-los em sua carreira solo. Hoje, o artista reúne 6 singles lançados e um álbum incrível que está por vir. Ouça seus trabalhos:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *